Polícia

Depois de mais de um mês desaparecida, mulher é encontrada viva no Paraguai

Polícia Nacional investiga as circunstâncias do desaparecimento

Marcos Morandi Publicado em 10/09/2021, às 06h13

Sônia estava sem entrar em contato com a família desde o dia 30 de julho
Sônia estava sem entrar em contato com a família desde o dia 30 de julho - Reprodução

Sonia Raquel Aquino Isasi, a mulher de 38 anos que estava desaparecida desde o dia 30 de julho, foi encontrada viva na tarde desta quinta-feira (9), em Luque, no Paraguai. Durante todo esse tempo ela ficou sem entrar em contato com a família. O caso foi denunciado pela sua mãe, que tinha ficado com seus dois filhos.

O promotor Marcos Yellow confirmou que ela foi levada para a Unidade Criminal de Ypané, onde prestou depoimentos à polícia. Aparentemente ela está bem de saúde e teve problemas de relacionamento com o motorista com quem morava.

Os motivos pelos quais ela foi mantida incomunicável com sua família ainda são desconhecidos. A polícia também investiga, segundo informações do Última Hora,  se a mulher pode ter sido mantida em cárcere privado, já que ele tinha problemas com bebidas alcoólicas e era muito ciumento.

Jornal Midiamax