Polícia

Delegado faz denúncia contra conselheira tutelar que se negou a atender ocorrência

Nesta segunda-feira (22), foi registrado boletim de ocorrência contra uma conselheira tutelar de Campo Grande, que teria recusado oferecer atendimento na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol na última semana. Ela foi denunciada por prevaricação, ou seja, deixar de cumprir o dever. Conforme o registro feito pela autoridade policial, na madrugada do dia 19, […]

Renata Portela Publicado em 22/03/2021, às 13h08

Caso foi registrado da Depac Cepol (Foto: Henrique Arakaki)
Caso foi registrado da Depac Cepol (Foto: Henrique Arakaki) - Caso foi registrado da Depac Cepol (Foto: Henrique Arakaki)

Nesta segunda-feira (22), foi registrado boletim de ocorrência contra uma conselheira tutelar de Campo Grande, que teria recusado oferecer atendimento na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol na última semana. Ela foi denunciada por prevaricação, ou seja, deixar de cumprir o dever.

Conforme o registro feito pela autoridade policial, na madrugada do dia 19, por volta das 3h15, uma mãe era atendida na delegacia. Ela teria proibido a filha de 15 anos de entrar em casa e dizia que queria entregar a adolescente ao Conselho Tutelar.

O delegado telefonou para o Conselho três vezes e a conselheira se recusou a oferecer atendimento. Questionada, ela disse que não era sua função e que a adolescente deveria ser entregue à Promotoria da Infância e Juventude. Além disso, alegou que estava se sentindo constrangida com o número de ligações.

Só ao final do plantão, quando outra conselheira assumiu o serviço, esta tentou solucionar a situação. O boletim de ocorrência foi registrado como prevaricação na Depac.

Jornal Midiamax