Polícia

DEH faz buscas no Los Angeles e mira grupo por execução de homem com tiro na nuca

Equipes da DEH (Delegacia Especializada de Homicídios) fez buscas em dois endereços no bairro Los Angeles, na manhã desta terça-feira (23) em investigação ao assassinato de Frank Lima Alvisso de 45 anos, que foi executado com um tiro na nuca, no dia 3 de março. As equipes policiais foram a dois endereços no bairro. Nas […]

Thatiana Melo Publicado em 23/03/2021, às 10h46 - Atualizado às 11h39

(Henrique Arakaki, Midiamax)
(Henrique Arakaki, Midiamax) - (Henrique Arakaki, Midiamax)

Equipes da DEH (Delegacia Especializada de Homicídios) fez buscas em dois endereços no bairro Los Angeles, na manhã desta terça-feira (23) em investigação ao assassinato de Frank Lima Alvisso de 45 anos, que foi executado com um tiro na nuca, no dia 3 de março.

As equipes policiais foram a dois endereços no bairro. Nas residências vários objetos foram apreendidos, que poderão ajudar na apuração policial. Detalhes do que foi encontrado não foi revelado.

Segundo o apurado pelo Jornal Midiamax, mais de uma pessoa estaria envolvida no assassinato de Frank e alguns dos suspeitos já teriam sido identificados. As diligências continuam durante esta terça (23).

O corpo foi encontrado em uma estrada de terra na região do bairro Los Angeles em Campo Grande, na manhã do dia 3 de março. A polícia foi acionada por volta das 6 horas da manhã para a na rua Engenheiro Frontin quando o corpo foi localizado em uma estrada de terra, que fica a 300 metros da rodovia, em uma área usada pelas pessoas para jogarem lixo. A vítima tinha uma perfuração de tiro na nuca, que saia na testa.

Segundo relato da mulher de Frank, que fez o reconhecimento no Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal), na quarta-feira ela recebeu uma ligação de WhatsApp, de um desconhecido. Ele teria dito que precisava do contato de algum familiar de Fran, para pagar uma dívida.

Ainda conforme o relato, o homem teria dito que Frank tinha consumido bebidas e não tinha dinheiro para pagar. A filha da mulher retornou a ligação e o homem então enviou um áudio, dizendo que alguém foi ao local, pagou a conta e depois foi embora com a vítima.

Jornal Midiamax