Polícia

Criança pede socorro pelo stories do Instagram e homem é preso por estupro em MS

Representante comercial de SP foi solto uma semana após ser flagrado abusando da menina

Thatiana Melo Publicado em 26/05/2021, às 11h20

None
(Ilustrativa)

Um representante comercial de 49 anos acabou ganhando a liberdade nesta quarta-feira (26) depois de estuprar uma menina de 12 anos, em uma cidade de Mato Grosso do Sul. A menina pediu socorro pelos stories do Instagram.

A revogação da prisão preventiva do acusado, que mora em São Paulo, e foi detido no dia 18 deste mês foi publicada em Diário Oficial da Justiça, nesta quarta (26). A menina foi estuprada pelo homem dentro do carro dele.

Segundo a denúncia contra o representante comercial, ele colocou a garota no carro ao pedir informações para a adolescente. O homem passou as mãos nas partes íntimas da vítima como também tentou beijá-la a força.

A menina postou parte do que estava acontecendo no Instagram pedindo socorro e relatando que estava desesperada sendo que, em dado momento, pedia ao homem, que se identificou para ela com outro nome, para a soltar.

Uma viatura da polícia militar fazia ronda pelo bairro, quando foram acionados pelo tio da garota, que contou que o homem havia abusado de sua sobrinha e estava hospedado em hotel do mesmo bairro. Ele foi preso, mas teve sua liberdade concedida nesta quarta (26) para responder o processo em liberdade.

Quando preso ele negou o crime, e disse que apenas pediu informações para a menina sobre onde poderia passar a noite, e ela voluntariamente entrou em seu carro para indicar o caminho até o hotel.

Contou também que foi agredido pelo tio da vítima que compareceu no hotel. Já a menina relatou que entrou no carro por ingenuidade e só percebeu que algo estava errado quando o homem passou a transitar por locais em que não havia qualquer hotel por perto, foi então que ela pediu para voltarem para região mais movimentada. No momento em que ela ia descer do carro, o denunciado tentou beijá-la e passou a mão em suas partes íntimas. Ela conseguiu descer do carro e foi para casa contar o ocorrido para seus familiares.

Jornal Midiamax