Polícia

Condenado por estupro consegue progressão de pena e é preso por manter ex em cárcere privado

o autor saiu recentemente da Penitenciária de Segurança Máxima, onde cumpria a pena por estupro.

Diego Alves e Thatiana Melo Publicado em 27/10/2021, às 20h04

Divulgação, Polícia Civil
Divulgação, Polícia Civil

Detento de 57 anos, condenado pelo crime de estupro, foi preso por manter em cárcere privado sua ex-esposa de 57 anos no Bairro Parque Estoril em Ribas do Rio Pardo, cidade a 97 quilômetros de Campo Grande.

Policiais civis do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil, com o apoio de um sargento da Polícia Militar, prenderam em flagrante o autor por cárcere privado e descumprimento de medida protetiva de urgência. Segundo a polícia, o autor saiu recentemente da Penitenciária de Segurança Máxima, onde cumpria a pena por estupro.

Ele conseguiu progressão de regime, porém, mesmo sabendo que não poderia se aproximar de sua ex-esposa, devido a medida protetiva, ele a procurou e a forçou para reatar o relacionamento.

Após procurá-la, ele a manteve em cárcere privado, proibindo-a de sair de casa e de manter contato telefônico com outras pessoas, sob ameaça de morte. Ainda segundo a polícia, o suspeito dizia à vítima que, caso ela acionasse a polícia, seria morta antes mesmo de ser preso. Porém, a vítima conseguiu pegar o telefone sem que o autor percebesse e pediu socorro à Defensoria Pública.

A Polícia Civil então foi acionada e foi ao local onde libertou a vítima. Investigadores do S.I.G., com o apoio de um delegado e de um sargento da PM, entraram no imóvel, uns pela frente e outros pelos fundos, e efetuaram a captura do autor, que recebeu voz de prisão por cárcere privado e descumprimento de medidas protetivas. Ele foi encaminhado à delegacia e se encontra à disposição da Justiça.

Jornal Midiamax