Polícia

Comerciante é multado em R$ 5,4 mil por pescar durante a piracema no Rio Verde

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um comerciante em R$ 5,4 mil por pescar durante a piracema no Rio Verde em Água Clara, cidade a 192 quilômetros de Campo Grande. Policiais ambientais receberam denúncias, de que um comerciante da cidade de Água Clara estaria praticando pesca durante a piracema no Rio Verde e armazenando o […]

Diego Alves Publicado em 14/01/2021, às 21h51

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA - Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um comerciante em R$ 5,4 mil por pescar durante a piracema no Rio Verde em Água Clara, cidade a 192 quilômetros de Campo Grande.

Policiais ambientais receberam denúncias, de que um comerciante da cidade de Água Clara estaria praticando pesca durante a piracema no Rio Verde e armazenando o pescado em um freezer no seu estabelecimento comercial (bar) na cidade e ainda comercializava. Uma equipe foi ao local e confirmou a denúncia ao encontrar 20 kg de pescado das espécies pintado, curimbatá, piapara e piau-três-pintas armazenados ilegalmente.

O pescado foi apreendido e o infrator de 55 anos, residente em Água Clara, foi conduzido, juntamente com o material apreendido à Delegacia de Polícia Civil e responderá por crime ambiental, que prevê pena de um a três anos de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 5,4 mil. Os peixes serão doados para instituições filantrópicas.

Jornal Midiamax