Polícia

Com faca, homem exige almoço de graça na fronteira de MS e acaba preso

Acusado ameaçou funcionárias e disse que colocaria fogo no estabelecimento

Marcos Morandi Publicado em 01/10/2021, às 09h39

Guardas encontraram acusado nas proximidades do estabelecimento comercial
Guardas encontraram acusado nas proximidades do estabelecimento comercial - GCMFron

Depois de ameaçar comerciantes, um homem foi preso pela GCMFron (Guarda Municipal da Fronteira), na Praça da Alimentação de Ponta Porã, nesta quinta-feira (30). De acordo com a ocorrência, ele queria almoço de graça.

A guarnição se deslocou até o local, onde ouviu o relato do proprietário que disse haver uma pessoa — conforme constatado pelas imagens do circuito de câmera de segurança — que chegou ao estabelecimento com uma faca em punho ameaçando a todos.

Além de exigir refeição sem pagar, o acusado disse que, caso não fosse atendido, estupraria as mulheres e à noite iria colocar fogo no estabelecimento. Com medo das ameaças, as funcionárias prepararam uma marmita e entregaram ao homem.

Os funcionários informaram que essa já seria a quarta vez que o mesmo tenta subtrair objetos do local perante ameaça. Diante dos fatos, a guarnição realizou rondas pelas proximidades do local e prendeu o acusado, que foi encaminhado para a delegacia de Ponta Porã para as providências cabíveis.

Jornal Midiamax