Polícia

Com base na fronteira de MS, Brasil e Paraguai avançam sobre plantações de maconha

A apreensão de 30,2 toneladas de maconha em uma propriedade rural de Capitan Bado, nesta terça-feira (23), na fronteira com com Coronel Sapucai, em Mato Grosso do Sul, já é resultado da base montada por agentes Polícia Federal e também da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas). As movimentações, que têm como foco plantações de maconha em […]

Marcos Morandi Publicado em 23/02/2021, às 12h21 - Atualizado às 12h23

Operação conjunta conta com 4 helicópteros da PF do Brasil. (Foto: Senad)
Operação conjunta conta com 4 helicópteros da PF do Brasil. (Foto: Senad) - Operação conjunta conta com 4 helicópteros da PF do Brasil. (Foto: Senad)

A apreensão de 30,2 toneladas de maconha em uma propriedade rural de Capitan Bado, nesta terça-feira (23), na fronteira com com Coronel Sapucai, em Mato Grosso do Sul, já é resultado da base montada por agentes Polícia Federal e também da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas).

As movimentações, que têm como foco plantações de maconha em solo paraguaio, faz parte da Operação Nova Aliança XXIV, contam com uma Força Tarefa Conjunta e 4 helicópteros da Polícia Federal do Brasil.

O centro de operações foi instalado na zona do Capitão Bado, a partir da qual serão efetuadas as incursões contínuas, durante, pelo menos, 15 dias, com o objetivo de impactar negativamente a produção e o tráfico de maconha na região, destruindo plantações e campos de drogas.

Além destruir lavouras responsáveis pelo abastecimento dos mercados nacionais, tanto no Brasil quanto no Paraguai, a nova edição de operações conjuntas no âmbito de um acordo de cooperação, abrange, ainda, o combate ao crime organizado em várias frentes.

Jornal Midiamax