Polícia

Colaborador de ‘Bonitão’, líder do PCC, é preso junto de mais três em operação contra facção

Um dos colaboradores do líder do PCC (Primeiro Comando da Capital) está entre os presos da operação deflagrada pela Polícia Federal e o Senad em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã a 346 quilômetros de Campo Grande. Seis imóveis da facção criminosa foram alvos da operação. O colaborador de ‘Bonitão’ tinha um mandado […]

Thatiana Melo Publicado em 11/02/2021, às 10h05

Presos em operação contra o PCC
Presos em operação contra o PCC - Presos em operação contra o PCC

Um dos colaboradores do líder do PCC (Primeiro Comando da Capital) está entre os presos da operação deflagrada pela Polícia Federal e o Senad em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã a 346 quilômetros de Campo Grande. Seis imóveis da facção criminosa foram alvos da operação.

O colaborador de ‘Bonitão’ tinha um mandado de prisão expedido pela polícia brasileira. Identificado inicialmente como Rafael Sancari foi descoberto que na realidade o nome verdadeiro era Djonathan Agustinho Fulliotor Pimentel, que seria bem ativo como membro dentro da facção.

Também foi preso um advogado morador da cidade de Dourados, Pedro Martins Aquino. . A operação tem como alvo propriedades usadas pela facção para o tráfico de drogas em esconderijos. Seis imóveis são alvos da polícia, entre eles, o pertencente ao líder do PCC, Giovanni Barbosa da Silva, o ‘Bonitão’.

Carros pertencentes a facção foram apreendidos, assim como, vários pés de maconha que eram cultivados em um laboratório em um dos imóveis da facção criminosa. A operação tenta atingir as bases operacionais da facção na fronteira.  A polícia está na busca de capturar os líderes e gerentes da facção, responsáveis por grande parte dos eventos violentos que vêm ocorrendo na fronteira. Em um dos imóveis, os policiais encontraram grande quantidade de pés de maconha em um laboratório montado pelos criminosos.

Jornal Midiamax