Polícia

PMA resgata vira-lata com câncer e pitbull abandonados sem água e comida no Jardim das Nações

A Polícia Militar Ambiental de Campo Grande resgatou neste sábado (02) uma cadela sem raça definida que estava com câncer e havia sido abandonada sem comida e água, juntamente com um pit bull, em residência localizada no Jardim das Nações. A cadela foi levada para atendimento veterinário e o pit bull ficou sob cuidado de […]

Renan Nucci Publicado em 03/01/2021, às 10h03 - Atualizado às 10h19

Cadela com tumor foi resgatada pela PMA. Foto: Divulgação
Cadela com tumor foi resgatada pela PMA. Foto: Divulgação - Cadela com tumor foi resgatada pela PMA. Foto: Divulgação

A Polícia Militar Ambiental de Campo Grande resgatou neste sábado (02) uma cadela sem raça definida que estava com câncer e havia sido abandonada sem comida e água, juntamente com um pit bull, em residência localizada no Jardim das Nações. A cadela foi levada para atendimento veterinário e o pit bull ficou sob cuidado de vizinhos.

Conforme apurado, denúncias apontavam que os animais estavam sendo vítimas de maus-tratos. A equipe foi ao local e constatou que o proprietário estava viajando há mais de uma semana e os animais estavam desamparados, vivendo sem alimentação e em meio a fezes. O cão de pequeno porte tinha vários ferimentos.

Os vizinhos afirmaram que até jogavam ração, mas o pit bull agredia a cadelinha e não a deixava comer. Diante da situação flagrante de crime de maus-tratos, a PMA solicitou apoio de um chaveiro para abrir o portão e a cachorra saiu e foi recolhida. Quanto ao pit bull, que também aparentemente estava sem alimento e água, a equipe solicitou que os vizinhos tratassem dele.

A cadelinha foi recolhida a uma clínica veterinária, tendo em vista, que além dos ferimentos, ainda apresentava um tumor aparentemente cancerígeno do tamanho de uma laranja em uma das mamas. O proprietário dos animais foi contatado e afirmou que resgatou a cachorra da rua há quatro anos, porém, não a levou para tratamento do tumor. 

Ele disse ainda que deixou uma pessoa para colocar alimento. No entanto, testemunhas afirmaram não haver alimento, até pelo desespero dos animais quando era lançada ração no quintal. O homem será autuado administrativamente e multado em R$ 2 mil. Ele também responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais.

Jornal Midiamax