Polícia

Brasileiro acusado de atropelar e matar universitário na Capital é preso por assalto no Paraguai

Justiça paraguaia decidirá se ele vai ser extraditado para o Brasil

Danielle Errobidarte e Marcos Morandi Publicado em 28/06/2021, às 17h54

None
Reprodução/redes sociais

Dois brasileiros armados invadiram uma loja de produtos eletrônicos na Rua Perpetuo Socorro, no centro comercial de Pedro Juan Caballero, na manhã desta segunda-feira (28). A dupla rendeu um comerciante libanês de 35 anos e uma funcionaria dele, que foram amarrados.

Depois de roubarem vários aparelhos celulares e outros produtos, um dos assaltantes notou a movimentação de outros comerciantes e de policiais que estavam passando no momento que ocorria o assalto. A bordo de um Fiat Punto, ele abandonou o comparsa Rafael Massamy Higuti de Farias de 27 anos, que já tinha sido preso por tráfico de drogas em 2018.

Em 23 de abril do mesmo ano, Rafael se envolveu em um acidente de trânsito em Campo Grande quando atropelou e matou o acadêmico de direito de uma universidade particular da Capital, Rogério Afonso Ramos, de 22 anos. O atropelamento aconteceu no cruzamento da Avenida Mato Grosso com a Rua Rio Grande do Sul. O autor foi condenado a dois anos e oito meses de reclusão, teve a CNH suspensa e estava respondendo em liberdade, segundo a defesa. 

Rafael Massamy Higuti, foi levado para a sede da Polícia Nacional do Paraguai em Pedro Juan Caballero e autuado em flagrante. A Justiça paraguaia vai definir agora se ele se será julgado e cumprirá pena naquele país pelo assalto desta segunda-feira ou será expulso e entregue para autoridades brasileiras. 

[Matéria editada dia 02/07 a pedido da defesa] 

Jornal Midiamax