Polícia

Brasileira pode ter sido sequestrada por grupo guerrilheiro no Paraguai

Josimeire está desaparecida desde quando homens armados invadiram a propriedade rural matando o esposo dela

Diego Alves Publicado em 15/06/2021, às 00h45

Brasileira Josimeire Vieira de Oliveira Lopes
Brasileira Josimeire Vieira de Oliveira Lopes

A Polícia do Paraguai fazbuscas na região da Estância San Jorge na localidade de Jevika no município de Sargento José Félix López no Departamento de Concepción, que fica a aproximadamente 70 quilômetros de Bela Vista, em busca da brasileira Josimeire Vieira de Oliveira Lopes de 32 anos, desaparecida desde o final de semana.

Josimeire está desaparecida desde quando homens armados invadiram a propriedade rural matando o esposo dela, Jonas Fernandes Alves de 38 anos e ferindo com um tiro na cabeça a também brasileira Elis Regina de Oliveira de 35 anos, que foi levada de urgência para o Hospital Regional de Pedro Juan Caballero, onde o estado de saúde dela não foi informado, publicou o site MS em Foco.

Segundo familiares de Josiane, ela teria sido levada pelos homens armados. Uma criança filha do casal conseguiu se esconder dentro de um imóvel sendo resgatada e entregue para familiares.

No momento do ataque uma testemunha disse que todos comemoravam o aniversário de um deles, quando de seis a oito homens com uniformes camulflados, com os rostos cobertos e com armas longas, chegaram atirando e que Jonas foi ferido no peito e mesmo socorrido chegou morto ao Centro de Saúde de Puentesiño. A testemunha e a filha do casal conseguiram escapar sem ferimentos.

A polícia não descarta que o ataque tenha sido perpetrado por membros do autodenominado EPP (Exército do Povo Paraguaio) e que tem grande atuação na região onde aconteceu o incidente.

Jornal Midiamax