Polícia

Autoridades paraguaias confirmam mais um sequestro na fronteira de MS

Polícia e exército investigam ação de guerrilheiros na região entre Concepción e Amambay, departamento que faz fronteira com o MS

Marcos Morandi Publicado em 07/12/2021, às 09h37

Exército paraguaio durante operação na fronteira
Exército paraguaio durante operação na fronteira - Divulgação

O ministro do Interior do Paraguai, Arnaldo Giuzzio, confirmou o sequestro de um jovem paraguaio de 23 anos. Ele foi levado nesta segunda-feira (6) por desconhecidos e as forças do Exército e também da Polícia Nacional investigam se ação foi planejada por grupos de guerrilheiros que atuam na região.

A vítima foi identificada como Peter Reimer, que trabalhava  com instalação elétrica na fazenda Guyra Campana. Os sequestradores teriam pedido US $ 500.000 em alimentos para serem usados em assentamentos camponeses e comunidades indígenas.

O colono menonita Peter Reimer ainda está nas mãos dos sequestradores e é funcionário da Ande (Administração Nacional de Eletricidade). De acordo com as investigações, ele pertence a uma comunidade de menonitas que trabalham na região.

Segundo as autoridades paraguaias, a ação é típica de grupos que há mais de 20 anos atuam na fronteira com o Brasil, onde praticam crimes de sequestros, mortes e recrutamento de crianças indígenas.

Jornal Midiamax