Polícia

Assessor de parlamentar com histórico de agressão é preso após bater na esposa em Campo Grande

Futuro emprego da vítima motivou briga que terminou em caso de polícia

Thatiana Melo e Gabriel Neves Publicado em 24/09/2021, às 08h24

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Um jovem de 27 anos, que atua como assessor de um parlamentar, acabou preso em flagrante nesta quinta-feira (23), em Campo Grande, após agredir a esposa de 29 anos. Com histórico de agressões e até ocorrências policiais registradas entre 2017 e 2019, o assessor justificou que agrediu a mulher porque ela conseguiu um emprego.

Informações apuradas pelo Jornal Midiamax indicam que uma mulher havia conseguido arrumar o emprego para a vítima na área de Arquitetura, e sabendo como o marido era ciumento, a esposa o chamou para ir junto com ela. Ao chegarem ao local do futuro trabalho da vítima, o homem passou a discutir com a futura empregadora da esposa.

Diante da situação, a vítima acabou indo embora junto do marido e quando os dois chegaram em casa, ele passou a xingá-la de “vagabunda, desgraçada, p*”. Ela pediu para que o companheiro parasse com as agressões verbais, momento em que o assessor disse que a mulher queria o emprego apenas para "sair de casa".

A mulher, então, resolveu sair de casa com uma bicicleta e o marido a impediu, dizendo que a bicicleta era dele, e que se ela quisesse sair teria de pagar. Os dois passaram a discutir novamente, e o autor deu um soco no braço da mulher que começou a gritar por socorro.

Um vizinho ouviu os gritos e disse que iria chamar a polícia. A vítima correu para o banheiro, mas o marido a seguiu e deu um tapa na boca dela, causando ferimentos. 

O assessor parlamentar acabou preso em flagrante e encaminhado para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher). A vítima já havia registrado dois boletins de ocorrência contra o homem, em 2017 e 2019. O novo episódio de agressões será apurado pela Polícia Civil. 

Jornal Midiamax