Polícia

Assassinado após atropelar criança em Campo Grande tinha 3 mandados de prisão em aberto

Foi perseguido e morto com golpes de capacete

Thatiana Melo e Danielle Errobidarte Publicado em 29/11/2021, às 10h03

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Neido Rodrigues de Brito Júnior, de 38 anos, assassinado na noite desse domingo (28), no bairro Mata do Jacinto, em Campo Grande, após atropelar uma criança, tinha contra ele três mandados de prisão. Antes do crime, ele chegou a ser advertido por um colega para ir embora, já que estavam atrás dele por causa do acidente.

Familiares de Neido, que não quiseram se identificar, contaram ao Jornal Midiamax que a vítima tinha ido até o ‘Carandiru’ para comprar drogas, sendo que, ao chegar e tentar estacionar a motocicleta, acabou atingindo uma criança de 5 anos. Ainda segundo os familiares da vítima, o tio da criança teria ficado bravo e feito ameaças a Neido.

Um amigo de Neido que havia emprestado a sua motocicleta acabou confundido com a vítima pelos autores, que avisaram estar atrás dele. A vítima foi aconselhada a ir embora para sua casa no Jardim Noroeste, mas acabou ficando na região, sendo encontrado e assassinado a golpes de capacete pelos autores.

O crime

O crime aconteceu por volta das 22 horas desse domingo (28), quando Neido foi perseguido até a rua Afro Puga e morto com golpes de capacete na cabeça. A motocicleta em que ele estava foi encontrada pelos policiais a cerca de sete metros do corpo.

Uma testemunha contou que viu dois homens agredindo a vítima, mas não soube dizer sobre as características dos autores que fugiram em seguida. Segundo informações passadas para a polícia, Neido foi perseguido e assassinado após atropelar uma criança no local chamado ‘Carandiru’.

A criança seria filha de um homem conhecido por ‘Neguinho’ que ameaçou Neido. Equipes do Batalhão de Choque e do Bope foram até o local, mas não há informações se algum suspeito acabou preso. 

Jornal Midiamax