Polícia

Após pistas, polícia usa cães e faz buscas a ex-marido que matou professora a pauladas em MS

Filho de Telma estava na casa quando a mãe foi assassinada pelo ex-marido, que fugiu no carro da amiga a professora

Thatiana Melo Publicado em 12/04/2021, às 11h21

None
Jadir é o principal suspeito do feminicídio da professora Thelma (Divulgação)

A Polícia Civil de Sidrolândia a 70 quilômetros faz buscas com cães farejadores em um assentamento onde Jadir Souza da Silva, de 51 anos, autor do feminicidio contra a professora Telma Ferreira Rabero, 44 anos teria sido visto. Várias forças policiais estão no local a ‘caça’ do homem que fugiu logo após o crime.

Jadir usou o carro da amiga de Telma, um Citroen C3, para fugir do local sendo que o carro foi encontrado abandonado horas depois. Neste domingo (11) ele teria sido visto comendo uma marmita nas proximidades da Arena de rodeio José Maurício Tomazine em Anaurilândia.

"Ele estava com uma mochila preta grande nas costas, sentado. Era um meio-dia, comendo uma marmita. Como nunca tinha visto ele, eu prestei bem atenção", disse um boiadeiro de 23 anos que informou a polícia sob o suspeito.

O crime ocorreu por volta das 20h30 de sábado (11). “Houve uma discussão, porque o casal estava em processo de separação e ele não aceitava”, disse o delegado Daniel Dantas. Na ocasião, Jadir teria arrastado Thelma para o quintal e a agredido até a morte. “A perícia constatou que ela levou vários golpes de objeto contundente. Ao lado do corpo foi encontrada uma foice, que pode ter sido usada no crime”.

O objeto será encaminhado para análise pericial. O filho caçula da professora, um garoto de 12 anos, estava no quarto jogando vídeo game quando ouviu os gritos da mãe e se deu conta do assassinato. Ele ficou em estado de choque e deve ser ouvido no decorrer do inquérito policial. Não havia histórico de violência doméstica entre o casal, disse o delegado.

Jornal Midiamax