Polícia

Ao tentar salvar mulher de agressão, PM é baleado por colegas de farda em Campo Grande

À paisana, rapaz teria sido confundido com agressor e está em estado grave na Santa Casa

Mylena Rocha e Thatiana Melo Publicado em 12/09/2021, às 09h12

Caso aconteceu na avenida Presidente Vargas, no bairro Santo Antônio.
Caso aconteceu na avenida Presidente Vargas, no bairro Santo Antônio. - Reprodução/Maps

Um policial militar, de 21 anos, foi ferido pelos próprios colegas de farda após confusão em uma briga de casal na avenida Presidente Vargas na madrugada deste domingo (12), em Campo Grande. Ele estava à paisana e tentou apaziguar a situação, mas como tinha uma arma na mão, acabou sendo confundido com o autor.

Segundo informações obtidas pelo Jornal Midiamax, o policial à paisana estava nas imediações de uma lanchonete, onde ocorria a briga entre um casal. Diante da briga, o cabo da PM (Polícia Militar) interviu para mediar o conflito entre os dois e ainda acionou reforço policial.

A viatura chegou e, neste momento, o policial se aproximou do veículo com a arma em punho. Quando o condutor da viatura viu que um indivíduo se aproximava armado, ele efetuou o disparo contra o próprio policial que os havia chamado. Em seguida, o comandante da viatura desembarcou e, ao contornar a viatura, se deparou com a vítima e efetuou mais disparos.

O cabo foi socorrido e levado para a Santa Casa. Houve uma segunda vítima, uma mulher, que assistia à confusão e acabou atingida por um tiro no braço. Segundo informações apuradas, a perícia recolheu três estojos de munição ao lado da viatura.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro como lesão corporal decorrente de intervenção policial. A Santa Casa informou que o rapaz está internado na área vermelha, mas estável nesta manhã. Foi realizada uma drenagem de tórax e solicitados exames de imagens para avaliação da equipe médica.

Jornal Midiamax