Polícia

Advogado é preso em bar no centro de Campo Grande por homofobia contra funcionária

Fato aconteceu quando ela pediu para ele colocar a máscara

Renata Portela Publicado em 05/09/2021, às 09h05

Advogado foi levado para a delegacia
Advogado foi levado para a delegacia - (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Na noite de sábado (4), advogado foi preso em flagrante em um bar, na região central de Campo Grande, após ataque homofóbico contra uma funcionária. Ele teria desobedecido regra de biossegurança do uso de máscara, ao ir até o balcão comprar fichas e pegar bebidas, quando ocorreu o crime.

Conforme apurado pelo Jornal Midiamax, o advogado estava no bar por volta das 22 horas quando foi até o balcão pra comprar as fichas e pegar bebidas. Ele estava sem máscara, sendo que a recomendação do estabelecimento é de que o cliente use máscara quando circular pelo local.

A atendente então pediu que ele usasse a máscara na próxima vez. Mesmo assim, o advogado voltou uma segunda vez ao balcão sem máscara, e se negou a usar o item, quando a funcionária passou o atendimento para outra pessoa. Foi neste momento que ela ouviu o autor dizer “essa sapatão aí”, se referindo à orientação sexual da vítima.

Testemunhas confirmaram a atitude homofóbica do autor perante a atendente, embora ele tenha negado. Polícia Militar foi acionada e conduziu os envolvidos para a delegacia, onde o advogado acabou detido em flagrante pelo crime de homofobia.

Ele estava acompanhado por representante da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e foi autuado pelo crime. Foi arbitrada fiança pela autoridade policial, paga pelo acusado que depois foi liberado.

Jornal Midiamax