Polícia

Advogada é detida com bilhar aberto após toque de recolher em Campo Grande

'Sou funcionária pública': mulher ainda tentou dar carteirada durante abordagem

Dayene Paz Publicado em 31/07/2021, às 06h10

None
Imagem: Divulgação

Advogada, mulher que se identificou como funcionária do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul foi levada para a delegacia de Polícia Civil na madrugada deste sábado (31), após desacatar policiais militares ao ser flagrada com o estabelecimento aberto, no Jardim Centro Oeste, em Campo Grande.

De acordo com as informações que constam em registro policial, a PM realizava rondas, quando flagrou o comércio aberto, com som alto e venda de bebidas alcoólicas, por volta das 2h15, sendo que no local havia cerca de 30 pessoas.

Os frequentadores tentaram fugir, mas alguns foram abordados, sendo que um foragido acabou identificado e levado para a delegacia. Em seguida, a proprietária foi identificada e, durante tentativa de abordagem, afirmava que a policial não poderia fazê-la porque seria abuso de autoridade.

A mulher se disse advogada e funcionária do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Ela afirmava que não poderia estar passando por uma situação como aquela e que ninguém precisava obedecer às ordens policiais.

O marido da proprietária interferiu na abordagem, sendo que durante a ocorrência um dos policiais chegou a sacar a arma de fogo. Os donos afirmaram, então, que estavam com o comércio aberto, pois tinham a necessidade de trabalhar, no entanto, nenhum documento do estabelecimento foi apresentado.

Diante da situação, a mulher, de 31 anos, e o marido, de 37, foram encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol. O local foi fechado.

Jornal Midiamax