Polícia

246 quilos de cocaína são apreendidos entre destroços de helicóptero que caiu em MS

Os corpos ficaram carbonizados foram encaminhados ao Imol

Diego Alves Publicado em 20/10/2021, às 22h30

(Foto: Divulgação/ BPMChoque)
(Foto: Divulgação/ BPMChoque)

A polícia apreendeu 246 quilos de cocaína do helicóptero que caiu, explodiu e matou duas pessoas na manhã desta quarta-feira (20) em uma fazenda em Ponta Porã, cidade a 298 quilômetros de Campo Grande. A polícia reforça que a aeronave não foi abatida a tiros. O entorpecente ficou espalhado ao lado dos destroços da aeronave.

O DRACCO (Departamento  de Repressão a Corrupção  e ao Crime Organizado da Polícia Civil do Mato Grosso do Sul) assumiu a investigação da queda do helicóptero R66 identificado como sendo de prefixo PR ITT.

Os corpos que ficaram carbonizados foram encaminhados ao Imol (Instituto Médico Legal) de Ponta Porá com suas possíveis qualificações, de acordo com a polícia. Serão realizados exames periciais e papiloscópicas para confirmação da identificação oficial.

O secretário de segurança pública de Ponta Porã, Marcelino Nunes de Oliveira, não acredita que a fazenda era o ponto de chegada do helicíoptero. "Nos deslocamos para lá para fazer a contenção até que as outras forças pudessem chegar. Mas já estavam na fazenda policiais rodoviários e federais. Acredito que o helicóptero não pousaria ali, e que tenha sido um acidente ou algo parecido", finalizou Nunes.

Jornal Midiamax