Polícia

Mulher que matou marido em Campo Grande gritava por socorro e brigas eram constantes, dizem vizinhos

Depois do assassinato na noite desta quarta-feira (16) de Elias Rodrigues da Silva, 22 anos morto com uma facada, na Favela do Mandela, região do Parque Isabel Garden em Campo Grande pela mulher de 19 anos, vizinhos relataram que já teriam ouvido gritos de socorro da residência do casal. A mulher foi presa em flagrante. […]

Thatiana Melo Publicado em 17/09/2020, às 08h31 - Atualizado às 14h58

(Henrique Arakaki, Midiamax)
(Henrique Arakaki, Midiamax) - (Henrique Arakaki, Midiamax)

Depois do assassinato na noite desta quarta-feira (16) de Elias Rodrigues da Silva, 22 anos morto com uma facada, na Favela do Mandela, região do Parque Isabel Garden em Campo Grande pela mulher de 19 anos, vizinhos relataram que já teriam ouvido gritos de socorro da residência do casal. A mulher foi presa em flagrante.

Uma das vizinhas, que não quis se identificar, contou ao Jornal Midiamax que já teria ouvido gritos de socorro da mulher em uma das brigas do casal. Ela ainda relatou que eles teriam retomado a relação pouco tempo depois de se separarem.

Um outro vizinho contou que eles pareciam ser um casal tranquilo e que todos os dias, Elias saia cedo para trabalhar no Ceasa. Na noite do crime, moradores afirmaram terem ouvidos gritos e em seguida visto a vítima cambaleando e caindo em frente a outra casa.

A polícia, a autora disse que era agredida constantemente pelo marido e que deu a facada durante uma briga. A facada na altura do ombro atingiu uma artéria de Elias que morreu no local.

Ela ainda contou que teve uma discussão, e que Elias a teria jogado contra o chão. Sendo neste momento que pegou uma faca para se defender quando deu um único golpe que atingiu o ombro de Elias. Ela então foi levada à Depac Centro onde o caso foi registrado como homicídio e agora a Polícia Civil irá apurar todas as circunstâncias do crime.

Jornal Midiamax