Polícia

VÍDEO: Pilotos interceptados por caça da FAB tinham helicóptero para abastecer aeronave em MS

Os pilotos interceptados por caças da FAB (Força Aérea Brasileira) no domingo (02), em Mato Grosso do Sul, e presos com 487 quilos de cocaína,  tinham helicóptero específico para abastecimento de aeronaves, que foi localizado em Coxim, a 253 quilômetros de Campo Grande. Outros dois homens foram presos com armas de fogo. Conforme apurado, monomotor […]

Renan Nucci Publicado em 04/08/2020, às 14h12 - Atualizado em 05/08/2020, às 11h34

Helicóptero adaptado com tanque de Avgas. Foto: Reprodução
Helicóptero adaptado com tanque de Avgas. Foto: Reprodução - Helicóptero adaptado com tanque de Avgas. Foto: Reprodução
VÍDEO: Pilotos interceptados por caça da FAB tinham helicóptero para abastecer aeronave em MS
Armas apreendidas com os suspeitos na zona rural de Coxim. Foto: Reprodução

Os pilotos interceptados por caças da FAB (Força Aérea Brasileira) no domingo (02), em Mato Grosso do Sul, e presos com 487 quilos de cocaína,  tinham helicóptero específico para abastecimento de aeronaves, que foi localizado em Coxim, a 253 quilômetros de Campo Grande. Outros dois homens foram presos com armas de fogo.

Conforme apurado, monomotor modelo EMB-720 Minuano foi interceptado por um caça A-29 enquanto sobrevoava a região de Coxim. Os pilotos receberam ordens para pouso em um aeroporto em Rondonópolis (MT), onde foram presos com a droga pela Polícia Federal.

A Polícia Militar de Coxim, por sua vez, recebeu informações de mais suspeitos na zona rural do município. Em uma propriedade, a equipe localizou dois homens com armas de fogo e um helicóptero Robinson R-44, preparado com tanque de Avgas (gasolina de aviação) para abastecimento de aeronaves. A suspeita é de que eles estivessem dando apoio aos pilotos abordados inicialmente, o que demonstra estrutura organizado do tráfico de drogas.

Outra interceptação

Na segunda ação, um bimotor B-58 Baron foi interceptado a sudoeste de Campo Grande, sendo orientado a pousar em Três Lagoas. O bimotor, pilotado  Nélio Alves de Oliveira, de 70 anos, e Júlio César Lima Benitez, de 41 anos, não cumpriu as determinações dos órgãos de Defesa Aérea e evadiu-se, realizando pouso forçado em campo não preparado, localizado em Ivinhema, com cerca de 518 quilos de cocaína a bordo. Os dois pilotos também foram presos.

Jornal Midiamax