Polícia

Representante comercial é autuado por fazer anéis em caules para matar árvores

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um representante comercial por fazer anéis no caule de três árvores em logradouro público para ocasionar a morte de Aquidauana, cidade a 140 quilômetros de Campo grande. Policiais ambientais deslocaram-se ao bairro Vila Paraíso, na cidade, depois de receberem denúncias de que um homem havia danificado árvores na calçada […]

Diego Alves Publicado em 10/11/2020, às 22h55 - Atualizado às 22h56

Anéis feitos nos caules (Divulgação, PMA)
Anéis feitos nos caules (Divulgação, PMA) - Anéis feitos nos caules (Divulgação, PMA)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um representante comercial por fazer anéis no caule de três árvores em logradouro público para ocasionar a morte de Aquidauana, cidade a 140 quilômetros de Campo grande.

Representante comercial é autuado por fazer anéis em caules para matar árvores
Árvores na qual o autuado fez os anéis (Divulgação, PMA)

Policiais ambientais deslocaram-se ao bairro Vila Paraíso, na cidade, depois de receberem denúncias de que um homem havia danificado árvores na calçada de sua residência no final da tarde.

De acordo com a polícia, uma equipe foi ao local e localizou três árvores da espécie Oiti, do logradouro público, danificadas. O infrator confeccionou anéis com uso de faca, para evitar a passagem da seiva e ocasionar a morte das árvores, sem autorização ambiental.

O infrator, um representante comercial de 66 anos, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 300. Ele também responderá por crime ambiental de danificar árvores em logradouro público e poderá pegar pena de três meses a um ano de detenção.

Jornal Midiamax