Polícia

Proprietário rural é multado por degradar nascentes e matas ciliares

Um proprietário rural de 67 anos foi multado em $ 5 mil por degradar nascentes e matas ciliares e manter gado em área protegida em Cassilândia, cidade a 418 quilômetros de Campo Grande. A PMA (Polícia Militar Ambiental) realizou fiscalização nas propriedades rurais do município e autuaram o proprietário por degradação de área protegida de […]

Diego Alves Publicado em 05/10/2020, às 21h22 - Atualizado às 21h29

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA - Divulgação, PMA

Um proprietário rural de 67 anos foi multado em $ 5 mil por degradar nascentes e matas ciliares e manter gado em área protegida em Cassilândia, cidade a 418 quilômetros de Campo Grande.

A PMA (Polícia Militar Ambiental) realizou fiscalização nas propriedades rurais do município e autuaram o proprietário por degradação de área protegida de preservação permanente (APP), neste domingo (05). O infrator, que mora em Inocência, mantinha em sua fazenda, localizada à margem da rodovia 306, a 45 km da cidade, gado em uma área de nascentes e matas ciliares de um córrego que corta propriedade.

Segundo a polícia, a área de 1 hectare, medida com GPS, que estava em regeneração era pisoteada pelo gado, bem como às margens do córrego, que estava sendo assoreado e as nascentes prejudicadas. As atividades foram interditadas e o proprietário rural foi notificado a retirar o gado e a recuperar a área degradada.

O infrator foi autuado administrativamente por danificar área considerada de preservação permanente (nascente e matas ciliares) e foi multado em R$ 5 mil. Ele também responderá por crime ambiental e poderá pegar uma pena de detenção de um a três anos.

Jornal Midiamax