Polícia

Preso em Operação Regresso contra o PCC tinha maconha enterrada em quintal

O pedreiro de 28 anos preso durante a Operação Regresso deflagrada pelo Gaeco, na última sexta-feira (28) em Campo Grande, que cumpriu 34 mandados de busca e apreensão tinha drogas enterradas em seu quintal, no bairro Estrela Dalva. Ele é marido de uma mulher presa durante a operação. Após a prisão da mulher na manhã […]

Thatiana Melo Publicado em 31/08/2020, às 09h33

(Henrique Arakaki, Midiamax)
(Henrique Arakaki, Midiamax) - (Henrique Arakaki, Midiamax)

O pedreiro de 28 anos preso durante a Operação Regresso deflagrada pelo Gaeco, na última sexta-feira (28) em Campo Grande, que cumpriu 34 mandados de busca e apreensão tinha drogas enterradas em seu quintal, no bairro Estrela Dalva. Ele é marido de uma mulher presa durante a operação.

Após a prisão da mulher na manhã de sexta (28), policiais do Bope (Batalhão de Operações Especiais) teriam recebido a informação que estavam na casa da mulher presa fazendo o carregamento de maconha. Quando os policiais chegaram ao local flagraram Alex Requena Xavier e Ezequiel Josefa Barbosa dos Santos, colocando tabletes no porta-malas de um carro que estava estacionado em frente ao condomínio.

Ezequiel contou que apenas desenterrou a droga a pedido de Alex e as colocou no porta-malas do carro, e que não sabia que ele fazia o comércio de drogas. Já Alex negou fazer a comercialização de entorpecentes. Os dois foram levados para a delegacia.

Durante a operação, Cleyton Medeiros membro do PCC, foi morto com dois tiros quando policiais do Bope cumpriam mandados de prisão da Operação Regresso contra a facção criminosa PCC. Um dos tiros acertou o coração. Ele chegou a ser socorrido e levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Vila Almeida, mas já chegou morto. Ele tinha dois ferimentos de tiros.

Jornal Midiamax