Polícia

Acerto de contas tem tiroteio na rua, um morto e um baleado em Campo Grande

Um foi morto e outro fugiu baleado após tiroteio na rua que mobilizou bombeiros e polícia na região do Bairro Nova Lima, em Campo Grande.

Diego Alves Publicado em 10/06/2020, às 19h39 - Atualizado em 11/06/2020, às 07h23

Casa onde ocorreu os fatos (Foto: Dayene Paz)
Casa onde ocorreu os fatos (Foto: Dayene Paz) - Casa onde ocorreu os fatos (Foto: Dayene Paz)

Tiroteio na rua deixou um homem ainda não identificado morto e outro ferido durante desavença com vias de fato no Bairro José Tavares do Couto, região do Nova Lima em Campo Grande, no início da noite desta quarta-feira (10).

Segundo as primeiras informações, o homem que morreu chegou de moto e armado com uma pistola 9mm na casa do desafeto, que ficou ferido. Ao chegar ao local, o homem armado teria feito menção a algum tipo de acerto de contas proveniente a alguma desavença com o morador.

Na sequência, em breve discussão, já dentro da casa com o portão aberto, o morador tentou se defender e conseguiu tomar a arma. A seguir os dois lutaram e o dono da casa levou um tiro na cintura. No entanto, mesmo ferido ele conseguiu pegar a pistola e atirar no homem.

Por fim, o agressor que chegou armado morreu. Ele não estava com documentos e foi atingido por um tiro que varou o ombro. Os Bombeiros foram acionados, mas ele morreu no local.

Fuga após tiroteio na rua

Toda a ação foi presenciada pela esposa do homem que matou o adversário. Além dela, um parente do morador também testemunhou tudo. Após tomar a arma, o morador baleado fugiu com a pistola e a moto do assassinado.

Do local, ele teria ido para casa de um parente com a moto, também na região do Nova Lima.

O delegado Antônio Souza Ribas, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) diz que ele provavelmente terá que procurar por atendimento médico pelo fato de estar baleado. A Polícia Civil apura as causas e se as dinâmicas do tiroteio na rua apontam legítima defesa por parte do morador.

Como se proteger numa troca de tiros?

Embora os especialistas concordem que não existe uma fórmula pronta sobre como agir em casos de tiroteio de rua, o consenso e de que deve-se ficar alerta ao primeiro barulho e procurar abrigo o mais rápido possível.

Um erro comum das pessoas é tentar saber o que está acontecendo, e isso pode expor a risco desnecessário. O próximo baixo, já abaixado ou protegido, é saber de onde partem os tiros e procurar abrigo na direção oposta, sem se expor.

E, claro, os melhores abrigos são de concreto ou metais capazes de parar ou desviar os projéteis. Obstáculos fáceis de perfurar, como vidro, placas, não servem.

Jornal Midiamax