Polícia

Policiais são investigados por ‘sumiço’  de dólares durante execução na fronteira

Autoridades paraguaias investigam três membros do PCC (Primeiro Comando da Capital) como  responsáveis pela execução de Fredy Echagüe Bordón. O atentado também atingiu uma menina de 6 anos  que brincava nas proximidades. Ela passou por uma cirurgia e continua internada no HU-UFGD (Hospital Universitário de Dourados) . Além da denúncia contra Alex Rodrigo Ferreira Moreira, […]

Marcos Morandi Publicado em 24/11/2020, às 08h47

Dinheiro foi retirado de dentro do veículo. (Foto: Marciano Cândia)
Dinheiro foi retirado de dentro do veículo. (Foto: Marciano Cândia) - Dinheiro foi retirado de dentro do veículo. (Foto: Marciano Cândia)

Autoridades paraguaias investigam três membros do PCC (Primeiro Comando da Capital) como  responsáveis pela execução de Fredy Echagüe Bordón. O atentado também atingiu uma menina de 6 anos  que brincava nas proximidades. Ela passou por uma cirurgia e continua internada no HU-UFGD (Hospital Universitário de Dourados) .

Além da denúncia contra Alex Rodrigo Ferreira Moreira, o Palermo , Pedro Andrés Rotela, 28, e Richard Domingo Campuzano, 19, a promotora Camila Rojas, do Ministério Público do Paraguai investiga policiais de Pedro Juan Caballero por da cena do crime e pelo desaparecimento de dinheiro que estava com a vítima.

A promotora disse que houve uma alteração da cena do crime pela Polícia Nacional e que também está sendo investigado o desaparecimento de uma bolsa com grande valor em dólares, que a vítima levava consigo no veículo, segundo informações do Última Hora, quando foi atingida.

O dinheiro teria sido retirado de dentro do veículo da vítima momento em que ela estava sendo levada para o hospital, de acordo com relatos da mulher dele. Segundo a esposa de Fredy, ele carregava dois maços de dólares. O valor não foi revelado.

Entenda o caso

O atentado contra Fredy Echagüe Bordón, de 22 anos, aconteceu na sexta-feira (20) em Pedro Juan Caballero, por volta das 16h30, quando dirigia um  veículo blindado. Ele chegou a ser socorrido e levado para um hospital particular da cidade, mas acabou morrendo.

Uma menina de 6 anos que brincava na calçada de sua casa ficou ferida após ser atingida por uma bala no nariz. Também ficou ferida no tiroteio Julia Silva Martínez, 36, que esperava um ônibus em um ponto próximo ao local.

A Polícia Nacional encontrou quatro tipos de cartuchos, que seriam uma pistola 9 milímetros e três fuzis calibres 556, 762×39 e 762×51. Ainda na sexta-feira à noite, os três suspeitos do crime foram presos na Avenida Carlos Domínguez, no bairro Guaraní, na divisa entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã.

Jornal Midiamax