Polícia

Polícia prende quadrilha que levava e vendia veículos de locadoras na Bolívia

A polícia prendeu uma quadrilha especializada em furtar carros de locadoras que eram levadas e vendidas na Bolívia. A prisão e apreensão de veículos foram feitas pela Defurv (Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos de Veículos) com parceira com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), DRP de Aquidauana; 1° DP de Anastácio e 1° […]

Diego Alves Publicado em 29/10/2020, às 22h51 - Atualizado em 30/10/2020, às 09h03

Bando preso (Divulgação, Defurv)
Bando preso (Divulgação, Defurv) - Bando preso (Divulgação, Defurv)

A polícia prendeu uma quadrilha especializada em furtar carros de locadoras que eram levadas e vendidas na Bolívia. A prisão e apreensão de veículos foram feitas pela Defurv (Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos de Veículos) com parceira com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), DRP de Aquidauana; 1° DP de Anastácio e 1° DP de Corumbá.

A quadrilha era especializada na subtração de veículos alugados de locadoras, em outros Estados, e transportados à Bolívia. Foram presos cinco homens, de 32, 26, 47, 32 e 31 anos. E duas mulheres de 42 e 25 anos.

O bando já havia levado sete veículos ao país vizinho, sendo eles, um Hyundai HB20 Hatchback, Hyundai HB 20 Sedan, Fiat Toro, Hyundai Tucson, Ford Ecosport, Jeep Renegade e um Renault Duster.

De acordo com a polícia, durante a madrugada desta quinta-feira (29), as equipes deflagraram operação para prender os membros da associação criminosa, momento em que flagraram um homem de 32 anos, transportando um veículo marca Volkswagen, modelo T-Cross, ano 2019/2020, para a Bolívia. A abordagem aconteceu na BR-262 em Campo Grande.

Ainda segundo a polícia, também foi preso um motorista de aplicativo de 32 anos, que atuava como “batedor”. Com as primeiras prisões, outras equipes da Defurv foram ao encontro dos demais integrantes que eram responsáveis pela ocultação dos carros e transporte, sendo na busca dos veículos em outros estados e locações. Foram identificados os mandantes, inclusive o receptador (um homem de 31 anos), morador de Corumbá, que seria o último “atravessador”. Este e outros 3 integrantes encontram-se foragidos. Os presos serão apresentados em audiência de custódia nesta sexta-feira (30).

Jornal Midiamax