Polícia

Polícia investiga se médica veterinária teria usado outras drogas além da cocaína

A Polícia Civil investiga se a médica veterinária que morreu na noite desta quinta-feira (16), ao ter um surto em um motel, na região do Jardim Noroeste, em Campo Grande, teria usado outros tipos de drogas, além de cocaína. Uma porção de cocaína foi encontrada em cima do frigobar do quarto, onde estava a vítima […]

Thatiana Melo Publicado em 17/01/2020, às 10h27 - Atualizado às 13h08

Médica teve um surto em quarto de motel (Henrique Arakaki, Midiamax)
Médica teve um surto em quarto de motel (Henrique Arakaki, Midiamax) - Médica teve um surto em quarto de motel (Henrique Arakaki, Midiamax)

A Polícia Civil investiga se a médica veterinária que morreu na noite desta quinta-feira (16), ao ter um surto em um motel, na região do Jardim Noroeste, em Campo Grande, teria usado outros tipos de drogas, além de cocaína. Uma porção de cocaína foi encontrada em cima do frigobar do quarto, onde estava a vítima acompanhada do empresário de 30 anos.

De acordo com o delegado da 3º Delegacia de Polícia Civil, Ricardo Meirelles, os investigadores devem voltar ainda nesta sexta-feira (17) ao local para uma nova perícia, além de oitivas com testemunhas que presenciaram o fato. Ainda segundo Meirelles, agora é preciso saber se a médica teria usado outros tipos de drogas e a quantidade. Imagens de câmeras de segurança do motel foram recolhidas pela polícia.

O delegado ainda espera pelo resultado da autópsia para saber se no corpo foi encontrado sinais de violência. Meirelles ainda falou que não pode afirmar que a médica teria tido uma overdose, antes do resultado dos exames necroscópicos. Se for confirmado que o empresário que estava com a vítima não deu socorro a ela, quando necessário, ele será indiciado por omissão de socorro.

Foram encontrados em cima do frigobar do quarto do motel, uma porção de cocaína. Quatro latas de cerveja foram apreendidas e um frasco de solução fisiológica.

A médica teve um surto e saiu correndo de dentro do estabelecimento gritando, “ele vai me matar, ele vai me matar”. Ela ainda se rastejava pela rodovia tentando se jogar em frente aos carros que passavam. O acompanhante da vítima, que estava em uma camionete Amarok, de cor prata, ainda teia tentado colocar ela dentro do carro, mas a jovem se recusou momento em que ele foi embora a abandonando na estrada.

A mulher ainda teria tentado se jogar em frente a um caminhão, mas o motorista conseguiu frear. Testemunhas tentaram ajudar a médica veterinária, mas ela acabou caindo desacordada. O Corpo de Bombeiros foi chamado e tentou fazer a reanimação, mas a médica acabou morrendo. A médica teve uma parada cardiorrespiratória.

Jornal Midiamax