Polícia

Polícia é recebida a tiros durante fiscalização no Rio Paraguai

A PMA (Polícia Militar Ambiental) foi recebida a tiros na tarde desta sexta-feira (12) durante fiscalização no Rio Paraguai, região de Porto Murtinho, a 454 quilômetros de Campo Grande. Dois homens, que a polícia acreditam ser paraguaios, conseguiram fugir. Foram apreendidos motor de popa com tanque, barco e uma espingarda. A equipe da PMA de […]

Dayene Paz Publicado em 13/06/2020, às 09h10 - Atualizado às 09h12

Homens conseguiram fugir. Imagem: PMA
Homens conseguiram fugir. Imagem: PMA - Homens conseguiram fugir. Imagem: PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) foi recebida a tiros na tarde desta sexta-feira (12) durante fiscalização no Rio Paraguai, região de Porto Murtinho, a 454 quilômetros de Campo Grande. Dois homens, que a polícia acreditam ser paraguaios, conseguiram fugir. Foram apreendidos motor de popa com tanque, barco e uma espingarda.

A equipe da PMA de Corumbá atua na operação “Big Fish”, deflagrada esta semana em virtude do feriadão em Mato Grosso do Sul. Durante a fiscalização, os policiais surpreenderam dois homens em uma embarcação, à margem do rio, armando uma rede de pesca, petrecho proibido pela legislação.

Ao tentar realizar a abordagem, os policiais ouviram um disparo em direção à lancha de fiscalização. Em seguida, os suspeitos jogaram a rede no rio e fugiram pela mata, abandonando um barco e motor de popa. Os policiais iniciaram buscas e encontraram a cerca de 200 metros de um acampamento, uma espingarda de caça, calibre 28 com um cartucho deflagrado.

Conforme a PMA, o barco estava em péssimo estado de conservação e foi destruído à margem do rio, para evitar que voltasse a ser utilizado na pesca predatória. Além do motor de popa, barco e espingarda, foram apreendidos remo e facão.

Não havia pescado no local e a polícia acredita que os suspeitos – que podem ser dois paraguaios -, armariam a rede e iriam embora.

Jornal Midiamax