Polícia

Polícia apreende petrechos ilegais de pesca durante fiscalização

A PMA (Polícia Militar Ambiental) fiscalizou 14 embarcações e 40 pescadores, autua pescador profissional utilizando petrecho ilegal e apreende redes, espinheis, fisgas e anzóis de galho Policiais ambientais realizaram fiscalização no rio Paraná, desde a região do Porto Caiuá, entrando para o rio Iguatemi, nos municípios de Mundo Novo, Eldorado e Iguatemi e fiscalizaram entre […]

Diego Alves Publicado em 18/10/2020, às 20h34 - Atualizado às 20h37

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA - Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) fiscalizou 14 embarcações e 40 pescadores, autua pescador profissional utilizando petrecho ilegal e apreende redes, espinheis, fisgas e anzóis de galho

Policiais ambientais realizaram fiscalização no rio Paraná, desde a região do Porto Caiuá, entrando para o rio Iguatemi, nos municípios de Mundo Novo, Eldorado e Iguatemi e fiscalizaram entre à tarde de ontem e hoje (18) pela manhã, 14 embarcações com pescadores e outros pescadores desembarcados, em um total de 40 pessoas, autuando uma delas e apreenderam barco, motor de popa e petrechos ilegais à pesca.

Um pescador profissional foi flagrado ontem (17) à tarde utilizando petrecho proibido pela legislação. O pescador foi surpreendido em uma embarcação, quando iria armar uma corada de espinhel com 50 metros com 30 anzóis (petrecho proibido) no rio Iguatemi. O pescador informou aos Policiais que não sabia que espinhel seria proibido naquele rio. Não há como um pescador profissional não saber da proibição desse petrecho para o local. O espinhel, o barco e motor de popa foram apreendidos.

O pescador (31), residente em Eldorado, foi autuado administrativamente e recebeu multa de R$ 700. Ele também responderá por crime ambiental de pesca predatória. Se condenado poderá pegar pena de um a três anos de detenção.

Durante a fiscalização foram retirados dos rios, duas redes de pesca, 180 anzóis de galho, três cordas de espinhéis, medindo 120 com 60 anzóis no total, duas fisgas, estas que estavam em um acampamento abandonado. A retirada de petrechos ilegais é uma das preocupações e ocupações da PMA durante as fiscalizações, devido à alta capacidade de captura desses materiais.

Jornal Midiamax