Polícia

PF confirma dois casos de coronavírus entre policiais em Campo Grande

A Superintendência Regional da Polícia Federal no Mato Grosso do Sul informou por meio de nota divulgada na tarde desta quarta-feira (03), que dois policiais foram confirmados com coronavírus (Covid-19) em Campo Grande. Os casos foram descobertos no final da semana passada e a corporação está providenciado a testagem dos servidores que tiveram contato com […]

Renan Nucci Publicado em 03/06/2020, às 16h12

Sede da Superintendência Regional da PF em MS. (Leonardo de França, Midiamax)
Sede da Superintendência Regional da PF em MS. (Leonardo de França, Midiamax) - Sede da Superintendência Regional da PF em MS. (Leonardo de França, Midiamax)

A Superintendência Regional da Polícia Federal no Mato Grosso do Sul informou por meio de nota divulgada na tarde desta quarta-feira (03), que dois policiais foram confirmados com coronavírus (Covid-19) em Campo Grande. Os casos foram descobertos no final da semana passada e a corporação está providenciado a testagem dos servidores que tiveram contato com eles.

Os dois passaram a integrar regime de teletrabalho, “em absoluta conformidade com os protocolos de saúde determinados para estas situações”. Um terceiro policial está sob suspeita, internado e aguardando resultado do exame.

“A Polícia Federal está adotando todas as medidas preconizadas pelos responsáveis pela saúde pública para prevenir e conter a propagação entre o efetivo, tendo adotado um sistema de revezamento por turnos, buscando uma menor concentração de pessoas nos ambientes de trabalho; distribuição de máscaras aos servidores e obrigatoriedade do uso; disponibilização de álcool gel; adiamento de oitivas, mantendo apenas as urgentes; adaptação de salas para realização dos procedimentos que envolvem o recebimento de presos, no caso de lavraturas de flagrantes; dentre outros”, afirmou a PF na nota.

Não foram divulgadas as circunstâncias em que os PFs foram contaminados, mas a Superintendência ressaltou que nas unidades no interior do Estado não há casos confirmados no efetivo.

Jornal Midiamax