Polícia

Pecuarista é multado em R$ 27 mil por desmatamento em Piraputanga

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um pecuarista em R$ 27 mil por corte de árvores em 5 hectares em Área de Proteção Ambiental e armazenamento irregular de agrotóxicos na região da Estrada Parque no distrito de Piraputanga em Aquidauana.  Policiais ambientais realizavam patrulhamento terrestre e constataram em uma fazenda no município, o corte com […]

Diego Alves Publicado em 13/10/2020, às 19h37 - Atualizado às 19h44

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA - Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um pecuarista em R$ 27 mil por corte de árvores em 5 hectares em Área de Proteção Ambiental e armazenamento irregular de agrotóxicos na região da Estrada Parque no distrito de Piraputanga em Aquidauana.

Policiais ambientais realizavam patrulhamento terrestre e constataram em uma fazenda no município, o corte com motosserra de todos os coqueiros da espécie “bacuri” em uma área de 5 hectares sem autorização do órgão ambiental. Também não houve análise e autorização do Conselho Gestor da APA, conforme determina as normas de criação da Unidade de Conservação.

Segundo a polícia, na fazenda que fica no Distrito de Piraputanga dentro da Área de Proteção, os Policiais verificaram o armazenamento inadequado de agrotóxicos. Foram encontrados vários galões de agrotóxicos espalhados no solo dentro de um galpão, com riscos de contaminação. Havia galões cheios, e com restos de do produto perigoso no local que era aberto com livre acesso de pessoas e animais, desrespeitando, inclusive, as bulas das próprias embalagens, bem como as normas técnicas e a legislação ambiental.

Pelas infrações, o pecuarista de 50 anos, residente em Laranjal (SP), foi autuado administrativamente e multado em R$ 27 mil. Ele também poderá responder por crime ambiental de causar dano direto a Unidade de Conservação. A pena é de detenção de um a cinco anos de reclusão.

Jornal Midiamax