Polícia

Paraguaia usava identidade falsa para ser atendida pelo SUS em Ponta Porã

Mulher paraguaia usava identidade falsa para ser atendida pelo SUS (Sistema Única de Saúde) em Ponta Porã, divisa com Pedro Juan Caballero, e foi descoberta por funcionários do hospital somente após morrer. Ela chegou a receber atendimento médico no Hospital Regional de Ponta Porã e a família confirmou nome verdadeiro após ser comunicada do óbito. […]

Danielle Errobidarte Publicado em 14/10/2020, às 13h20 - Atualizado às 15h50

(Foto: Ricardo Minella, Divulgação)
(Foto: Ricardo Minella, Divulgação) - (Foto: Ricardo Minella, Divulgação)

Mulher paraguaia usava identidade falsa para ser atendida pelo SUS (Sistema Única de Saúde) em Ponta Porã, divisa com Pedro Juan Caballero, e foi descoberta por funcionários do hospital somente após morrer. Ela chegou a receber atendimento médico no Hospital Regional de Ponta Porã e a família confirmou nome verdadeiro após ser comunicada do óbito.

A mulher faleceu na última segunda-feira (12). A família informou que o nome verdadeiro dela não foi o utilizado para dar entrada no atendimento no hospital, e confessou que ela usava um RG expedido em Mato Grosso do Sul para “obter assistência médica quando precisasse”.

Apesar do uso do documento falso, a identidade com registro no país vizinho é verdadeira. O caso foi registrado como falsificação de documento público na 1ª Delegacia de Polícia de Ponta Porã por uma funcionária do hospital nesta quarta-feira (14).

Jornal Midiamax