Na noite de segunda-feira (20), funcionários do hospital de Brasilândia, cidade a 382 quilômetros de Campo Grande, relataram a ‘fuga’ de uma paciente. Ela teria apresentado sintomas de coronavírus, indicando contaminação, mas se recusou a ficar internada.

Conforme o registro, a paciente procurou o hospital sentindo há mais de duas semanas falta de ar, insônia, ansiedade, agonia, aperto no peito e mal-estar. Então, foi feito um exame de raio-X e outra avaliação médica.

Com isso, a indicação foi para que a paciente ficasse internada, pois o quadro clínico era positivo para coronavírus. Mesmo assim ela se negou a ficar no hospital e saiu daquela unidade. Por isso, foi registrado boletim de ocorrência por preservação de direito.