Polícia

Oficina do tráfico era especializada em esconder drogas em fundo falso de veículos

A Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), do Paraguai, prendeu nesta terça-feira um brasileiros e três paraguaios com 622 quilos de maconha em Pedro Juan Caballero, município localizado na linha internacional com Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande. Conforme nota, eles estavam em uma oficina, localizada estrategicamente na fronteira e que supostamente seria o local […]

Renan Nucci Publicado em 10/06/2020, às 14h20 - Atualizado às 18h45

None

A Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), do Paraguai, prendeu nesta terça-feira um brasileiros e três paraguaios com 622 quilos de maconha em Pedro Juan Caballero, município localizado na linha internacional com Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande.

Conforme nota, eles estavam em uma oficina, localizada estrategicamente na fronteira e que supostamente seria o local onde veículos eram preparados. Ou seja, lá os mecânicos do crime organizado desmontaram automóveis para que fosse possível esconder drogas em fundos falsos.

De lá, os veículos eram enviados de volta ao Brasil via Mato Grosso do Sul, seguindo percurso para grandes centros como São Paulo e Rio de Janeiro, bem como sul do país. Uma das apreensões mais comuns de drogas são em fundos falsos nas latarias, sob bancos, painéis e até mesmo dentro dos tanques de combustível.

Jornal Midiamax