Polícia

Em Campo Grande, 455 presos serão liberados para saídas de Natal e Ano Novo

Ao todo, 455 internos de três presídios da Capital serão liberados a partir de amanhã (24) para saídas de Natal e ano novo. Eles cumprem pena no regime semiaberto e aberto feminino, semiaberto do masculino e casa do albergado. Conforme informado pela Agepen-MS (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul), […]

Danielle Errobidarte Publicado em 23/12/2020, às 10h54 - Atualizado às 10h58

Apenas presos dos regimes aberto e semiaberto serão liberados. (Foto: Arquivo Midiamax)
Apenas presos dos regimes aberto e semiaberto serão liberados. (Foto: Arquivo Midiamax) - Apenas presos dos regimes aberto e semiaberto serão liberados. (Foto: Arquivo Midiamax)

Ao todo, 455 internos de três presídios da Capital serão liberados a partir de amanhã (24) para saídas de Natal e ano novo. Eles cumprem pena no regime semiaberto e aberto feminino, semiaberto do masculino e casa do albergado.

Conforme informado pela Agepen-MS (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul), as saídas temporárias seguem as portarias da 2ª Vara de Execução Penal de Campo Grande.

O período de liberação é das 7h do dia 24 (quinta-feira) até às 17h do dia 26 (sábado) para os liberados no Natal, e das 7h do dia 31 (quinta-feira) até às 17h do dia 2 de janeiro de 2021 para o ano novo.

Na Capital, o total é de 23 internas do regime semiaberto do Estabelecimento Penal Feminino. 12 delas serão liberadas no Natal, e as outras 11 no ano novo.

Já no semiaberto do Centro Penal Agroindustrial da Gameleira, o total é de 340 internos, 190 no Natal e 150 no ano novo.

Para os internos da Casa do Albergado, os 92 do regime semiaberto sairão às 7h do dia 24 e retornarão apenas às 17h do dia 2 de janeiro.

Já no interior, em Dourados a saída deste ano não foi concedida pela Justiça. Nas demais cidades, os custodiados em regimes semiaberto e aberto estão em prisão domiciliar, por determinação da Vara Penal do Interior (VEPIn).

A Agepen ainda informou que a saída temporária está prevista no artigo 122 da Lei de Execução Penal e não beneficia presos em regime fechado.

Jornal Midiamax