Polícia

Mulher encontrada morta em cidade de MS estava grávida de três meses, aponta perícia

A Polícia Civil de ivinhema, 291 quilômetros de Campo Grande, identificou a vítima encontrada morta, nesta sexta-feira (9). Juliana Salvalagio Leite, 27, estava grávida de 3 meses. De acordo com o site Ivinotícias, os exames da perícia apontaram a gravidez durante o exame necroscópico. A principal suspeita é que o marido tenha matado a vítima […]

Karina Campos Publicado em 10/10/2020, às 07h10 - Atualizado em 11/10/2020, às 08h22

Vítima foi encontrada com sinais de tortura. (Foto: Ivinotícias)
Vítima foi encontrada com sinais de tortura. (Foto: Ivinotícias) - Vítima foi encontrada com sinais de tortura. (Foto: Ivinotícias)

A Polícia Civil de ivinhema, 291 quilômetros de Campo Grande, identificou a vítima encontrada morta, nesta sexta-feira (9). Juliana Salvalagio Leite, 27, estava grávida de 3 meses.

De acordo com o site Ivinotícias, os exames da perícia apontaram a gravidez durante o exame necroscópico. A principal suspeita é que o marido tenha matado a vítima e em seguida cometido suicídio.

O caso aconteceu no bairro Piravevê, onde o casal foi encontrado morto. Juliana estava com os pés, mãos e boca amordaçados, e o venezuelano Cesar Rodrigues Wilson, 36, com uma corda no pescoço pendurada no teto da sala.

O crime está sendo investigado.

Jornal Midiamax