Polícia

Mulher agride a mãe de 77 anos e diz que ela deveria morrer de coronavírus

No fim da tarde de sexta-feira (10), irmãos de 43 e 46 anos foram presos em flagrante depois de agredirem e ameaçarem a própria mãe, de 77 anos. A família é moradora em Bataguassu, cidade que fica distante 335 quilômetros de Campo Grande e foi o filho mais velho, de 53 anos, que chamou a […]

Renata Portela Publicado em 11/04/2020, às 07h32 - Atualizado às 09h16

None

No fim da tarde de sexta-feira (10), irmãos de 43 e 46 anos foram presos em flagrante depois de agredirem e ameaçarem a própria mãe, de 77 anos. A família é moradora em Bataguassu, cidade que fica distante 335 quilômetros de Campo Grande e foi o filho mais velho, de 53 anos, que chamou a polícia.

Conforme relato do filho da vítima, os irmãos mais novos estavam bebendo desde a manhã de sexta-feira e já por volta das 17 horas, quando ele foi pedir para eles pararem de beber, começou a confusão. Os irmãos começaram a agredir o irmão mais velho e também a mãe, que tem 77 anos.

A idosa ficou com várias dores e disse aos policiais que não é a primeira vez que é agredida pela filha, dizendo ainda que além de levar um soco da mulher, a ouviu dizer que “ela deveria morrer porque o coronavírus deveria matar todos os velhos, inclusive ela”. Já o homem de 46 anos queria quebrar toda a casa, mas o irmão mais velho também interveio o segurando.

O filho mais velho da vítima chamou a Polícia Militar e a mulher ainda agrediu os militares, precisando ser contida com uma chave de braço. Na viatura a caminho da delegacia ela também ofendeu os policiais, os ameaçando. Na delegacia ela precisou ser algemada, pois ficou bastante alterada.

Na frente dos policiais, os filhos ainda ameaçaram tanto a idosa quanto o irmão mais velho e acabaram presos em flagrante por lesão corporal dolosa, ameaça e vias de fato, qualificados por violência doméstica, além de resistência e desacato.

Jornal Midiamax