Polícia

MPE-MS pede que acusado de esfaquear grávida fique preso preventivamente

O MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) se manifestou pela decretação da prisão preventiva do pastor Jorge de Souza Valdez, preso na madrugada de terça-feira (10) após esfaquear a mulher gestante de 28 semanas em condomínio na cidade de Três Lagoas, a 323 quilômetros de Campo Grande, fazendo com que ela ficasse […]

Renan Nucci Publicado em 12/11/2020, às 14h27 - Atualizado em 13/11/2020, às 13h21

(Foto: Ilustrativa/JP News)
(Foto: Ilustrativa/JP News) - (Foto: Ilustrativa/JP News)

O MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) se manifestou pela decretação da prisão preventiva do pastor Jorge de Souza Valdez, preso na madrugada de terça-feira (10) após esfaquear a mulher gestante de 28 semanas em condomínio na cidade de Três Lagoas, a 323 quilômetros de Campo Grande, fazendo com que ela ficasse em estado grave e perdesse  o bebê.

De acordo como o promotor Luciano Anechine Lara Leite, da 9ª Promotoria de Justiça, o autor tentou matar a vítima por motivos banais e a liberdade dele representa risco para a ordem pública, bem como para a mulher. O homem já tinha histórico de violência doméstica e foi alvo de denúncia por ameaça registrada no ano passado, por outra companheira.

“Ademais, restou demonstrada a periculosidade do agente e a gravidade concreta dos fatos, comprovada pelas circunstâncias de cometimento do delito, principalmente a tentativa de homicídio [qualificado como feminicídio] e o aborto provocado, sendo possível a decretação da prisão preventiva com fundamento na garantia da ordem pública”, disse.

Conforme já noticiado, o homem atacou a mulher enquanto ela dormia. Após o crime, a vítima conseguiu pedir socorro a um vizinho e o autor, ao perceber a presença da testemunha, levou a mulher para o hospital. A vítima foi submetida à uma cirurgia cesariana para retirada do bebê, que nasceu vivo, mas faleceu horas após. A mulher segue internada. Ainda não foi realizada audiência de custódia do autor.

Jornal Midiamax