Polícia

Morador é preso e multado por capturar e manter pássaros silvestres em cativeiro

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um infrator em R$ 2 mil por capturar e manter pássaros silvestres ilegalmente em cativeiro em Três Lagoas, cidade a 325 quilômetros de Campo Grande. Policiais ambientais receberam denúncias, de que um homem estaria capturando aves silvestres nos fundos de sua residência, localizada no bairro Vila Haro, na cidade […]

Diego Alves Publicado em 09/12/2020, às 00h10 - Atualizado em 10/12/2020, às 10h30

divulgação, PMA
divulgação, PMA - divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um infrator em R$ 2 mil por capturar e manter pássaros silvestres ilegalmente em cativeiro em Três Lagoas, cidade a 325 quilômetros de Campo Grande.

Policiais ambientais receberam denúncias, de que um homem estaria capturando aves silvestres nos fundos de sua residência, localizada no bairro Vila Haro, na cidade e as mantendo ilegalmente em cativeiro. Uma equipe foi ao local e encontrou na residência do denunciado, gaiolas com aves silvestres sendo criadas ilegalmente em cativeiro, nesta terça-feira (08).

Segundo a polícia, foram apreendidos quatro espécimes, sendo um Gnorimopsar chopi, popularmente conhecido como Pássaro-preto, um Sporophila lineola, popularmente conhecido como Bigodinho, um Sporophila caerulescens, popularmente conhecido como Coleirinho e um Sporophila angolensis, popularmente conhecido como Curió, que estavam em gaiolas na parte dos fundos da residência do denunciado, que afirmou realmente ter capturado os pássaros.

O infrator de 59 anos foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil e responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção. O infrator também foi autuado administrativamente e multado em R$ 2 mil Os pássaros serão encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), na Capital.

Jornal Midiamax