Polícia

Mãe que pisoteou filha ainda ameaçou esposo de morte dentro de viatura

Presa acusada de agredir e até quebrar as costelas da filha, a mulher de 39 anos chegou a ameaçar o companheiro dentro da viatura da Polícia Militar, durante sua prisão na manhã desta quinta-feira (16), em Campo Grande. O caso é investigado pela Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente). A mulher […]

Dayene Paz Publicado em 16/07/2020, às 15h36 - Atualizado às 17h24

Menina foi socorrida e atendida em unidade de saúde. Imagem de arquivo Midiamax
Menina foi socorrida e atendida em unidade de saúde. Imagem de arquivo Midiamax - Menina foi socorrida e atendida em unidade de saúde. Imagem de arquivo Midiamax

Presa acusada de agredir e até quebrar as costelas da filha, a mulher de 39 anos chegou a ameaçar o companheiro dentro da viatura da Polícia Militar, durante sua prisão na manhã desta quinta-feira (16), em Campo Grande. O caso é investigado pela Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

A mulher foi presa em um bar no bairro Moreninhas, após duas filhas, de 14 e 7 anos de idade, pedirem ajuda no pelotão da PM. A mais velha relatou que foi vítima de agressão e a mais nova estava emocionalmente abalada. Após receberem apoio dos policiais e dos bombeiros, a PM foi até a residência da mulher apontada como autora das agressões.

Na casa, os policiais conversaram com o pai das meninas, que confirmou as agressões e relatou que tirou a mulher de cima da filha. A mãe então recebeu voz de prisão, mas tentou reagir e teve que ser imobilizada. Já na viatura, ela ameaçou o companheiro de morte, caso contasse algo para a polícia. Os dois foram levados para a Depca.

O caso

As meninas fugiram de casa por volta das 5 horas da manhã desta quinta (16) após a mais velha ser espancada pela mãe. A adolescente de 14 anos teve as costelas quebradas, ao ser derrubada no chão e pisoteada. A menina de 7 anos também relatou que era agredida pela mãe.

As duas irmãs fugiram e foram buscar ajuda no pelotão da Polícia Militar das Moreninhas. O Corpo de Bombeiros foi chamado para socorrer a adolescente e levá-la para uma unidade de saúde devido à gravidade dos ferimentos. O Conselho Tutelar também foi acionado.

Jornal Midiamax