Polícia

Juízes paraguaios são processados após libertação de membro do PCC

Quatro juízes de Amambay estão sendo processados pela justiça do país depois de serem investigados por envolvimento na libertação de um membro do PCC (Primeiro Comando da Capital), David Timoteo Ferreira. David Timoteo teria sido condenado em 2017 há 10 anos por posse de drogas e associação criminosa, mas depois foi colocado em liberdade pelo […]

Thatiana Melo Publicado em 20/02/2020, às 06h25 - Atualizado às 07h59

None

Quatro juízes de Amambay estão sendo processados pela justiça do país depois de serem investigados por envolvimento na libertação de um membro do PCC (Primeiro Comando da Capital), David Timoteo Ferreira.

David Timoteo teria sido condenado em 2017 há 10 anos por posse de drogas e associação criminosa, mas depois foi colocado em liberdade pelo juiz Candido Isfran em 2018. Os juízes processados são Candido Isfran, Librata Beatriz Peralta Cespedes, Dilma Haydee e Mario Brites Ruiz.

Segundo informações passadas para o ABC Color David Timoteo estava entre os presos que fugiram no dia 19 de janeiro da penitenciária com mais 74 membros da facção criminosa PCC. Até o momento, apenas, 10 foram recapturados.

Domínio da fronteira

A fuga em massa de membros do PCC (Primeiro Comando da Capital) do presídio de Pedro Juan Caballero, no dia 19 de janeiro, teria sido arquitetada para o reagrupamento da facção na disputa pelo tráfico de drogas, na região.

O plano teria sido elaborado pelos dois chefes regionais da facção, David Timoteo Ferreira e Osvaldo Rodrigo Pagiotto. Eles teriam tido ajuda de seis pistoleiros do narcotraficante Sérgio de Arruda Quintiliano, o Minotauro.

Jornal Midiamax