Polícia

Idosa morre atropelada na Lúdio Martins; segundo atropelamento com vítima fatal em Campo Grande nesta sexta

  Foi identificada como Maristela de Oliveira, 76, a idosa que morreu atropelada por uma caminhonete Ford F-250 nesta sexta-feira (28), na Avenida Lúdio Martins Coelho, região do Bairro Bonjardim em Campo Grande. Maristela foi atropelada no momento em que atravessava a via. De acordo com a polícia, o condutor do veículo estava embriagado. Ele […]

Diego Alves Publicado em 28/08/2020, às 22h14 - Atualizado em 29/08/2020, às 00h28

Vítima morreu no local (Via WhatsApp)
Vítima morreu no local (Via WhatsApp) - Vítima morreu no local (Via WhatsApp)

Idosa morre atropelada na Lúdio Martins; segundo atropelamento com vítima fatal em Campo Grande nesta sexta
Trecho escuto da Lúdio Martins Coelho. a quatro quadras do local do acidente, sentido Centro – bairro (Via WhatsApp)

Foi identificada como Maristela de Oliveira, 76, a idosa que morreu atropelada por uma caminhonete Ford F-250 nesta sexta-feira (28), na Avenida Lúdio Martins Coelho, região do Bairro Bonjardim em Campo Grande.Maristela foi atropelada no momento em que atravessava a via.

De acordo com a polícia, o condutor do veículo estava embriagado. Ele recusou-se a fazer o teste de bafômetro, porém, a polícia fez um termo de constatação de embriaguez.

Ainda segundo a polícia, ele apresentava olhos vermelhos, desordem nas vestes, estava exaltado, falante e com odor de álcool no hálito. Na delegacia, ele acabou confessando que havia ingerido bebida alcoólica durante o almoço. Consta no boletim de ocorrência, que na colisão, houve um arrastamento de 38 metros da vítima.

Ele responderá por Praticar homicídio culposo na direção de veículo automotor e por conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência. O caso foi registrado no Cepol.

“Neste trecho deveria ter um quebra-molas. Já onde eu trabalho, que fica a quatro quadras, no sentido Centro – bairro, deveria ter mais iluminação. Aqui é muito escuro. Já aqui tem quebra-molas, mas sempre tem motociclista rampando o quebra-molas por causa da escuridão”, disse um funcionário de um comércio.

Este é o segundo atropelamento com vítima fatal nesta sexta. Um pedestre identificado como Edson Carlos Silva Carvalho, de 54 anos, morreu depois de ser atropelado na Avenida Guaicurus, em Campo Grande, por um motorista sem CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

O atropelamento aconteceu por volta das 10h30 da manhã desta sexta (28), quando o pedestre que usava uma bengala, já que tem baixa visão, atravessa a avenida sendo que o mecânico, que estava testando o carro que havia consertado, vinha pela via e ao fazer o contorno não teria visto Edson, que acabou atropelado. (Alterada para acréscimo de informações às 00h27 de 29/08/2020)

Jornal Midiamax