Polícia

Homem é preso por pescar espécie com pesca proibida e posse de arma

A PMA (Polícia Militar Ambiental) prendeu e autuou um infrator em R$ 2 mil por pescar espécie com pesca proibida e posse de arma e apreende pescado, barco, motor e revólver Segundo a polícia, durante fiscalização no município de Fátima do Sul, a 4 km da cidade, no rio Dourado, Policiais Militares Ambientais de Dourados, […]

Diego Alves Publicado em 09/10/2020, às 21h13 - Atualizado às 21h18

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA - Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) prendeu e autuou um infrator em R$ 2 mil por pescar espécie com pesca proibida e posse de arma e apreende pescado, barco, motor e revólver

Segundo a polícia, durante fiscalização no município de Fátima do Sul, a 4 km da cidade, no rio Dourado, Policiais Militares Ambientais de Dourados, que trabalham na operação ictiofauna prenderam ontem (8) às 22h0 um pescador por pesca predatória e porte ilegal de arma de fogo.

Ele foi surpreendido pelos Policiais quando acabara de atracar um barco à margem do rio, nas proximidades do córrego engano e com outros pescadores retirava material da embarcação.

Ainda de acordo com a polícia, em vistoria na embarcação foram encontrados três peixes da espécie piracanjuba, que está na lista de espécies em extinção e com pesca proibida. No veículo que estava acoplado a uma carreta reboque de puxar barco foi encontrado um revólver calibre 38, marca Rossi, com cinco munições intactas. Um pescador de 41 anos assumiu ter capturado o pescado e ser dono da arma, para a qual não possuía documentação. O pescado, um barco de alumínio, um motor de popa, o veículo, um reboque, um molinete com vara e o revólver com as munições foram apreendidos.

O infrator, residente em Dourados, recebeu voz de prisão e foi conduzido para a Delegacia de Fatima do Sul, juntamente com o material apreendido, onde foi autuado em flagrante por posse de arma de fogo e por crime ambiental e pesca predatória, ambos com pena de um a três anos de detenção. O infrator também foi autuado administrativamente e multado no valor em R$ 2 mil. O pescado os pescados serão doados para instituições filantrópicas.

Jornal Midiamax