Na terça-feira (28), mulher de 41 anos procurou a polícia após ter sido vítima de importunação sexual por um colega de trabalho. Ela é funcionária de um mercado em Campo Grande e foi apalpada pelo suspeito após ele se oferecer para ajudar com um serviço.

Segundo relato da vítima, ela foi guardar um material que tinha chegado no estabelecimento, na tarde de segunda-feira (27), e o colega ofereceu ajuda. Então, quando a vítima abriu o armário onde guardaria a mercadoria, o suspeito teria apalpado as nádegas da colega.

Neste momento a vítima teria dito para ele parar e que contaria para o marido, quando o suspeito respondeu “Não é tudo que a gente conta para o marido”. Assim, a vítima se sentiu constrangida e comunicou o gerente, mas para a supervisora o suspeito disse que a mão “escorregou” e tocou as nádegas da mulher.

Assim, a supervisora alertou que analisaria as imagens das câmeras de segurança, que também foram encaminhadas para a polícia, para demitir o funcionário por justa causa. O caso foi registrado como importunação sexual na 1ª Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).