Polícia

Filho que matou idoso a tesourada após dizer que estava com ‘exu no corpo’ fica preso

Foi decretada a prisão preventiva de Aldiney Casemiro, 42 anos, acusado de matar o pai Alezio Casemiro dos Reis, de 71 anos, a golpe de tesoura em Coxim, cidade que fica a 253 quilômetros de Campo Grande. O crime aconteceu na noite de sábado (26), após pai e filho passarem o dia bebendo. O irmão […]

Renata Portela Publicado em 28/12/2020, às 11h37 - Atualizado em 29/12/2020, às 07h54

Tesoura usada no crime foi apreendida (Foto: Edição MS)
Tesoura usada no crime foi apreendida (Foto: Edição MS) - Tesoura usada no crime foi apreendida (Foto: Edição MS)

Foi decretada a prisão preventiva de Aldiney Casemiro, 42 anos, acusado de matar o pai Alezio Casemiro dos Reis, de 71 anos, a golpe de tesoura em Coxim, cidade que fica a 253 quilômetros de Campo Grande. O crime aconteceu na noite de sábado (26), após pai e filho passarem o dia bebendo.

O irmão de Aldiney disse em depoimento que morava ao lado da casa do pai, com os filhos de 10, 16 e 17 anos. Naquele sábado, ele colocou os filhos para dormir e também foi deitar, quando o irmão chegou e começou a dizer frases desconexas. Em seguida, teria dito “Eu tô com o exu no corpo, tô incorporado”.

Neste momento, Aldiney teria quebrado vários objetos dentro da casa e se apossou da tesoura. O irmão correu até a casa do pai, que estava sentado na varanda. Neste momento, o homem teria dito para o idoso correr também “Meu pai não correu, ele foi em direção ao meu irmão e deu uma paulada, mas não sei onde acertou”, relatou à polícia.

Assim, o suspeito deu golpes com a tesoura no peito do idoso, que acabou morrendo no local. “Meu irmão saiu andando normal, como se nada tivesse acontecido”, relatou a testemunha. “Jamais imaginei que ele iria matar o meu pai. Eu não consigo entender o que meu irmão pensou para fazer isso”, disse.

Equipes da Polícia Militar, Polícia Civil e Perícia foram acionadas e Aldiney acabou preso em flagrante a poucos metros da casa. Ele vai responder por homicídio simples e não quis falar durante o interrogatório. Em audiência de custódia nesta segunda-feira (28) foi decretada a prisão preventiva.

Jornal Midiamax