Polícia

Fazendeiro é multado em R$ 108,3 mil por desmatamento ilegal em MS

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Coxim autuou um fazendeiro em R$ 108,3 mil por desmatamento ilegal de vegetação em área protegida em sua propriedade em Rio Verde de Mato Grosso, cidade a 202 quilômetros de Campo Grande. De acordo com a polícia, com a utilização de drone, para caracterização de uso atual de área […]

Diego Alves Publicado em 24/03/2020, às 00h24 - Atualizado às 00h30

Supressão ilegal de 21,67 hectares de vegetação nativa de cerrado (Foto: PMA)
Supressão ilegal de 21,67 hectares de vegetação nativa de cerrado (Foto: PMA) - Supressão ilegal de 21,67 hectares de vegetação nativa de cerrado (Foto: PMA)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Coxim autuou um fazendeiro em R$ 108,3 mil por desmatamento ilegal de vegetação em área protegida em sua propriedade em Rio Verde de Mato Grosso, cidade a 202 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com a polícia, com a utilização de drone, para caracterização de uso atual de área desmatada ilegalmente e aparelho de GPS para localização e aferição, foi realizado levantamentos em uma fazenda da cidade nesta segunda-feira (23).

O proprietário rural, um paulista, residente em Bragança Paulista (SP), fez a supressão ilegal de 21,67 hectares de vegetação nativa de cerrado, que foi levantada por imagem de satélites e já estava com plantio de pastagem.

O desmatamento realizado sem licença ambiental ocorreu em área protegida de reserva legal da propriedade rural e foi verificado que a madeira proveniente da vegetação desmatada não estava mais no local. As atividades foram interditadas.

O infrator de 34 anos, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 108, 3 mil, multa agravada pela área ser protegida por lei. Ele também responderá por crime ambiental com pena de um a três anos de detenção. O infrator também foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada junto ao órgão ambiental estadual.

Jornal Midiamax