Polícia

Fazendeiro é multado em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em propriedade rural

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um fazendeiro em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em sua fazenda em Camapuã, cidade a 140 quilômetros de Campo Grande. De acordo com a polícia, o proprietário de uma fazenda, localizada no município de Camapuã, a 32 km da cidade, realizou um desmatamento sem a licença ambiental e […]

Diego Alves Publicado em 11/12/2020, às 19h51

Local desmatado (divulgação, PMA)
Local desmatado (divulgação, PMA) - Local desmatado (divulgação, PMA)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um fazendeiro em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em sua fazenda em Camapuã, cidade a 140 quilômetros de Campo Grande. De acordo com a polícia, o proprietário de uma fazenda, localizada no município de Camapuã, a 32 km da cidade, realizou um desmatamento sem a licença ambiental e foi autuado hoje (11), por Policiais Militares Ambientais de São Gabriel do Oeste.

A autuação ocorreu durante fiscalização na propriedade rural, onde foi verificada a vegetação ao chão de uma área nativa de 5 hectares do bioma cerrado, medidos com uso de GPS.

Segundo a PMA, fazia algum tempo que a vegetação havia sido derrubada e foi realizada sobreposição de imagem de satélites, quando se verificou que o desmatamento ocorrera entre os meses de janeiro e agosto de 2019 e não havia licença do órgão ambiental. A área desmatada já estava com plantio de pastagem e criação de gado bovino. Parte da madeira proveniente da vegetação desmatada ainda se encontrava no local. As atividades foram interditadas.

O infrator de 80 anos, residente em Campo Grande, foi autuado administrativamente pelo desmatamento e foi multado em R$ 5 mil. Ele também responderá por crime ambiental com pena de três a seis meses de detenção. O autuado ainda foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada junto ao órgão ambiental estadual.

Jornal Midiamax