Polícia

Família procura mulher que sumiu após passar endereço falso em Campo Grande

Anelise Mara Bispo, 46 anos, está desaparecida desde o dia 25 de outubro, quando foi vista pela última vez pelos irmãos, em sua casa no Jardim Pênfigo, em Campo Grande. Conforme a irmã, Lúcia Margareth Bispo de Oliveira, após uma visita que ela e outra irmã, que mora em São Paulo e estava em Campo […]

Gabriel Maymone Publicado em 07/12/2020, às 11h58

Anelise não é vista pela família desde o dia 25 de outubro. (Foto: Arquivo pessoal)
Anelise não é vista pela família desde o dia 25 de outubro. (Foto: Arquivo pessoal) - Anelise não é vista pela família desde o dia 25 de outubro. (Foto: Arquivo pessoal)

Anelise Mara Bispo, 46 anos, está desaparecida desde o dia 25 de outubro, quando foi vista pela última vez pelos irmãos, em sua casa no Jardim Pênfigo, em Campo Grande.

Conforme a irmã, Lúcia Margareth Bispo de Oliveira, após uma visita que ela e outra irmã, que mora em São Paulo e estava em Campo Grande, no dia 25 de outubro, Anelise não foi mais vista. “Eu fiz uma cirurgia na coluna no dia 2 de novembro. Minha irmã veio de São Paulo para me ajudar em casa. Depois disso, ela foi na casa da Anelise de novo, mas não a viu mais”, relata.

Ainda conforme Lúcia, Anelise mora com o filho, de 27 anos, que é esquizofrênico. “Ele passou um endereço, no Coophavila. Então, fomos atrás dela, mas chegando lá, descobrimos que o número da casa que ela deixou anotado não existia”, lembra.

A irmã conta que Anelise chegou a sumir em 2018, quando foi encontrada dormindo em um ponto de ônibus na região do Coophavila. “Então, resolvi esperar para divulgar sobre o desaparecimento dela, acreditando que iríamos encontrá-la logo”.

Após a divulgação nas redes sociais, Lúcia conta que chegou a receber três ligações com informações sobre o paradeiro da irmã. Porém, em nenhuma conseguiu chegar a tempo para resgatar Anelise.

Então, a família continua nas buscas para localizar a irmã. Informações sobre o paradeiro de Anelise podem ser repassadas para Lúcia pelo número 99988-9522.

Jornal Midiamax